A importância de planejar o futuro profissional

Especialista explica como funciona o método de sucesso utilizado por grandes corporações para gerenciar a carreira de seus profissionais.

Vale a pena investir em um plano de carreira? Essa é uma das perguntas mais frequentes em uma época em que novos modelos de trabalho são incorporados pelas organizações dos mais diversos setores, contribuindo para aumentar ainda mais o imaginário e expectativa dos trabalhadores que buscam sucesso e crescimento profissional.

Para Andreia Anveres, Coordenadora de RH da Luandre, a ideia de plano de carreira tradicional, foi substituída por uma combinação de atitudes proativas, visão de futuro e entrega de resultados.

Até pouco tempo, o colaborador construía, ao longo de anos, seu espaço e nível hierárquico na organização, contudo, a evolução dos meios de trabalho aliado à tecnologia, fez com que as empresas se readequassem ao mercado e ao próprio estilo de vida. “Claro que a experiência dentro e fora da companhia ainda é avaliada, o que difere é que a estrutura deixou de ser rígida e passou a ser mais flexível, ou seja, não está só em jogo o tempo de empresa, mas a ´trilha de carreira´, que tem como um de seus principais fatores a contribuição e realizações deste profissional”, explica Andreia.

“Muitas vezes, os colaboradores escolhidos para novos desafios estavam pouco preparados para as funções. Alguns se viam obrigados a assumir a posição de liderança, mesmo sem identificação com o novo cargo ou perfil para tal função, o que comprometia o trabalho de toda equipe”, afirma Andreia.

A “trilha de carreira” como o nome diz, ajuda a mapear a carreira do profissional e destacar suas habilidades e o que é necessário ainda desenvolver. O que a torna especialmente, atual e relevante, é que diferente de modelos tradicionais, mesmo que ela não seja um instrumento institucionalizado, o colaborador pode sugeri-la ao gestor e ao RH como forma de contribuir com seu desenvolvimento profissional. “O objetivo é auxiliar na evolução do profissional e de suas potencialidades, que muitas vezes nem ele sabe que tem. Um profissional consciente de seu valor também será um profissional mais motivado e produtivo. A união de vários talentos trabalhando em seu potencial máximo, certamente, contribuirá muito mais para o crescimento coletivo”, define Andreia.

Texto original publicado em Mundo RH https://www.mundorh.com.br/ no dia 03 de março de 2020.

« »

Deixe uma resposta

People TI - Soluções em Gestão de Pessoas e Carreiras | Projeto desenvolvido por Via de Negócios